Joomla

Discurso proferido pela Acadêmica Neusa Maria Bernado Coelho, em favor de Moacir Cláudio Conrad, por ocasião da entrega do Prêmio Ivo Silveira de Cultura – 2017, ocorrido no dia 1º de junho de 2017, às 20:00 horas, na Câmara Municipal de Palhoça.

 

Saudando a senhora Sonia Terezinha Ripoll Lopes, presidente da Academia de Letras de Palhoça, saúdo os demais integrantes da mesa, acadêmicos, autoridades presentes, convidados, senhoras e senhores.

Boa noite!

É com imenso orgulho e satisfação que participo desta noite festiva, quando a Academia de Letras de Palhoça vem homenagear, meritoriamente, o radialista, locutor, ator, dançarino, administrador e professor, Moacir Cláudio Conrad, com o Prêmio Ivo Silveira de Cultura - edição 2017.

Falar de Moacir é falar da figura simples e carismática, da garra e determinação, que sempre o nortearam.

Moacir nasceu no ano de 1955, em Picada da Serra, interior de Rio Grande do Sul.  Aos 18 anos, mudou-se para Porto Alegre, onde trabalhou de balconista, fotógrafo e radialista.

Atuou em importantes rádios, foi meteorologista no programa “O Tempo no Vale”, da Rádio Independente. Fez o programa “Som Campeiro”, contendo músicas, entrevistas e informações culturais na Rádio Popular de Teotônia, Rio Grande do Sul. Em 1995, foi locutor na Rádio Gazeta de São José em SC.

Atualmente, faz parte do grupo voluntário para administrar a Rádio São Francisco FM, localizada no bairro Aririu, apoiando as diferentes manifestações artísticas. Divulga e preserva os costumes tradicionalistas da cultura brasileira de forma coletiva, e procura difundir a arte da dança, incentivando a cultura palhocense.

Moacir tem grande intimidade com os mais diversos ritmos, estilos de dança e da música que fazem parte da nossa cultura. O balanço bem compassado pulsa a alma e o coração, ritmos que vieram do campo para a cidade e transformaram-se em bailes de amor e felicidade.

Conforme Mayquira, “A filosofia pensa, a literatura escreve e a dança pensa e escreve com o corpo”. Falar de dança é algo fascinante para Moacir, que com sua esposa e companheira de trabalho, Cleusa, deslizam como poesia nos salões de toda a região da grande Florianópolis, ensinando milhares de pessoas os passos da dança gaúcha.

Desde 1997, ministra aulas de dança de salão no Clube 7 de Setembro, em Palhoça, onde mais tarde fixou residência, tornando-se palhocense por opção. 

De acordo com Moacir Cláudio Conrad “A vida das pessoas muda quando a dança e a música passam a fazer parte do seu cotidiano”.

A voz potente e a veia artística de Moacir se manifestam além do rádio e da dança. Nos anos de 1998 a 2006, chegou à TV, apresentando os programas “Raízes do Sul” e “Toni Car”, com exibição na Band e outros canais.

Na década de 2000, contracenou com atores globais de renome nacional e internacional, nas séries “Guerra do Contestado” e “Revolução Farroupilha”. Também participou como ator principal no longa metragem “MUAMBA”, filmado em SC , do Diretor Chico Faganello.

Em 2009, recebeu o título de Cidadão Honorário de Palhoça.

Em 2016, a Academia MCC danças gaúchas recebeu o “Certificado de Qualidade e Atendimento” do Top Mind- Instituto Fênix.

Seu lema: “Acredito que a fé em Deus dá sentido e finalidade à vida”.

Com este pensamento, receba o nosso reconhecimento pelo importante trabalho desenvolvido em prol da cultura palhocense, principalmente entre jovens e casais.  Seu distinto nome foi escolhido, pela unanimidade dos nossos acadêmicos, para ser o homenageado com o “Prêmio Ivo Silveira de Cultura” – edição 2017.

Muito obrigada!

 

 

Voltar

 
Parceiros
Banner
Banner
Seja nosso parceiro. ***Anuncie aqui.*** Fone:(48) 99968-4695