Joomla

 

DISCURSO DE POSSE NA ACADEMIA DE LETRAS DE PALHOÇA, EM 17/12/2009.

ACADÊMICA: NEIDI RODRIGUES

 


Sou, Neidi Rodrigues, tenho 70 anos, nasci em Ituporanga SC.

Filha de Lindolfo joão Rodrigues e Otilia de Sousa Rodrigues.

Profissão, costureira. Envolvida entre panos, livros, poesias e magia, eu era feliz e sabia. Minha profissão era meu ganha pão, meu lazer, minha realização. Cada peça de roupa que fazia era como se fosse uma obra de arte, uma escultura, uma poesia. Quando juntava o sonho, o conto de fadas, a adolescência, e projetava tudo em um vestido de uma noiva, era magia. Depois, ver essa noiva entrar na igreja radiante, única, …pura poesia.

Quando criança, não tive tempo nem oportunidade de estudar, além da quarta série primária. Com apenas onze anos de idade, fui trabalhar num hospital para ajudar minha mãe na educação de meus irmãos. Tinha o salário e a responsabilidade de uma adulta. Ali aprendi a ser gente, sofrer calada, a sorrir, lutar e ser feliz.

Aos 31 anos, voltei aos bancos da escola para concluir mais uma etapa do meu estudo - falta ainda o curso superior, eu demoro, mas não desisto.

Hoje, tudo mudou. Adoro declamar as poesias que escrevo, pois em cada uma tem um pouco da minha história.

Em 2005, publiquei um livro, intitulado BRUXAS E MAGIAS DA ILHA DE SANTA CATARINA, que foi bancado pela Editora Insular, de Nelson Rolim de Moura, a quem dou meus agradecimentos, atribuindo a ele, a realização de mais esse sonho: entrar para Academia de Letras de Palhoça

Com orgulho tomo posse da Cadeira nº 15, sendo meu Patrono o Monsenhor Agenor Neves Marques, filho de Natalino Marques e Otília Becker das Neves, que nasceu em 10 de outubro de 1914, em Palhoça, e faleceu em 31 de agosto de 2006, em Urussanga.

Padre Agenor, como gostava de ser chamado, era um líder nato, locutor, escritor, pesquisador, político, apicultor e poeta. Sabia comandar as massas e entendia as abelhas. Muito mais, era um realizador.

Ingressou no seminário em Florianópolis, aos 13 anos.

Completou os estudos de Filosofia e Teologia na Faculdade de São Leopoldo RS, onde também cumpriu o serviço militar.

Recebeu a ordenação Sacerdotal em 29 de novembro de 1940.

Foi pároco das comunidades de Tijucas, Itajaí, Criciúma. Siderópolis e Urussanga, onde deixou um grande legado, suas obras e, principalmente, seu carisma e seus exemplos.

Em sua homenagem o trecho de um de seus poemas.

 

“Do crepúsculo cinza

dos Homens de bronze

Novo Deus de bondade,

Melhor que Tupã

Faz nascer desde agora

Uma esplêndida aurora,

E, repleta de graça,

Uma nova amanhã!”

 

Prometo fazer o possível para bem representar a Academia de Letras de Palhoça, fazendo jus à confiança depositada em minha pessoa.

Agradeço de coração essa oportunidade.

 

 Palhoça, 17 de dezembro de 2009.


Voltar

 
Parceiros
Banner
Banner
Seja nosso parceiro. ***Anuncie aqui.*** Fone:(48) 99968-4695